O título fica à vossa escolha.

Anda toda a gente preocupada com o novo Presidente da República(PR), e eu aqui a divagar sobre o que sei e o que não sei.
O que sei é simples, nada.
O que não sei, mais simples é. Nada.
Bem pensando bem, regugitando cá para fora algo que estava entranhado nas profundezas do meu ser, sei isto. O PR não é o Rei Sebastião, o salvador da pátria!
Mas bem mais importante que isto, sei que andamos todos na merda porque queremos, apenas e só, porque queremos! Quando somos homens, são as mulheres que nos fodem a cabeça, pelo contrário se porventura formos mulheres, são desta feita os homens o fim último da nossa tristeza. Se estamos desempregados, é o sistema social que falha, se estamos empregados, são os patrões que pagam mal... Se somos estudantes é o ensino que vai mal, se não somos é a sociedade que nos relega para o sub-mundo... blá blá blá.. blá blá blá... Que merda de povo somos nós que não paramos um segundo para compreender que somos subjugados por nós próprios, pelos nossos receios, e pelo ardente desejo passional que temos pelo "não fazer nada".
É triste ver como pessoas de tão distintas classes, etnias e crenças se deixam manipular por outras que tem unicamente o poder de ter medo e nada fazer. Povo inerte este que pensa em sair, divertir-se com amigos que conhece à "tres dias", e não estar presente junto daqueles que o bem somente lhe tem para dar. Ó vida triste, triste e despegada, que em nada lembra a alma lusitana encarnada no fado, mas sim a da estupidez crónica de pessoas desinteressantes que nada têm para alegrar os outros.
A todos vós, digo, a todos nós, só tenho uma coisa para vos, nos, dizer; Ponham na cabeça que são uma merda!...
Que cambada de cretinos somos nós?...

2 Responses to “O título fica à vossa escolha.”

  1. # Blogger Nuno Costa

    Este comentário foi removido por um gestor do blogue.  

  2. # Blogger Dissendium

    Essa foi bem mandada, mas também é bom frisar que nos cabe a nós decidir se queremos continuar a ser uma merda ou se preferimos finalmente tomar nas mãos as rédeas do próprio destino, coisa que nenhum português parece estar disposto a fazer, salvo uma pequena minoria que ainda não consegue ter eco para além de si mesma...  

Enviar um comentário


Links to this post

Criar uma hiperligação

Zurraria

  • Para além de ocuparmos espaço na net, desperdiçamos também papel no Jornal de Monchique...

    Zurras Mail

  • zurraria@gmail.com