Falta de liberdade

Se há coisa que me aborrece, e deve aborrecer cada um de nós é que não me respeitem a cidadania, nomeadamente no que concerne a uma das suas “maiores” (melhores) propriedades: o uso do assobio.
O uso do assobio é um factor de grande simbolismo de cidadania, na medida em que reflecte toda uma liberdade de (expressão, diriam vós) assobio, digo eu… O uso do assobio, de boa ou má qualidade, note-se, deve ser respeitado sobre todas as coisas, porque afinal:
- Eu pago imposto sobre o assobio, eu posso assobiar livremente!
Tudo isto estaria perfeitamente correcto, não fossem alguns “cidadãos”, que sabe-se lá se pagam os devidos impostos sobre o assobio, (“a mim desconfia-me” muito), e andam aí a assobiar por cima de uns e outros.
Para quem não foi educado convenientemente, o que não é obviamente o meu caso; a minha avozinha sempre me disse:
- A tua liberdade de assobio termina onde começa a liberdade de assobio do outro!
Que falta de respeito pá! Tivesse eu pago o imposto sobre o “trautear” e:
” Rapaziada, ouçam bem o que eu vos digo…
Viva o…”
Deixa ‘tar… Assim assobio e pode ser que não seja espancado.

As minhas sinceras desculpas, passam das duas e a minha mãe hoje não me deu um beijinho de boa noite. Espero que compreendam! A propósito: Liedson resolve.

0 Responses to “Falta de liberdade”

Enviar um comentário


Links to this post

Criar uma hiperligação

Zurraria

  • Para além de ocuparmos espaço na net, desperdiçamos também papel no Jornal de Monchique...

    Zurras Mail

  • zurraria@gmail.com